trail ultra

50 km

/ 01

Prova adiada para 2022

#montanhamagica

OFERTAS: Camisola Técnica, seguro, prémio finisher

O Trail Ultra 50 km tem início no dia 19 de junho de 2021 às 07h00, percorre caminhos e trilhos do Concelho de Vila Nova, na distância aproximada de 50 km e 3.700 metros de desnível positivo, com início e fim em Vila Nova de Cerveira, o tempo limite para executar a prova é de 13 horas.

Não fiques de fora. 

o percurso

O percurso principia na União de Freguesias de Vila Nova de Cerveira e Lovelhe, e passa junto aos passos do concelho e outeiro da forca. Esta fase é toda realizada em meio urbano, cruzando-se com algumas esculturas da Bienal das Artes.
A partir daqui, entra-se numa zona de subida em estradão e single track em direcção ao Monte do Espirito Santo. Neste miradouro pode-se contemplar todo o estuário do rio Minho.
Daí desce-se rumo à Quinta das Mineirinhas, passando pelo aldeamento existente.
Inicia-se então uma das subidas mais técnicas da prova, atravessando zonas rochosas e áridas até ao tomo do limite da Serra da Gávea.
Chegando à cumeada, o percurso desenvolve-se num single track de constante sobe de desce, no qual se verifica uma mudança de piso: primeiro de granito e depois xisto/piçarra.
Aproximamo-nos assim do Convento de San Payo, onde tem início uma nova subida com mais de 400m D+ em direção vigia do Alto de Pena. Esta subida é praticamente toda em aceiro, no fim da qual encontra-se o 1.º abastecimento da prova.
Descemos depois pela zona frontal do alto da pena, utilizando um single track onde predomina o granito, em direcção ao lugar de Bagoada (freguesia de Loivo).
Entra-se no ribeiro de São Gonçalo (o chamado “Grand Canyon”), ascendendo até à casa da Floresta da Bagoada pelo interior do ribeiro.
Passando a casa florestal, desce-se até as antigas Pedreiras da Camararia, ponto onde se inicia nova ascensão, desta feita em direcção ao Alto da Castanheira.
Já na zona florestal da freguesia de Sopo, a subida será interrompida por uma descida em direcção ao lugar de Bouça e Carvalha, local onde se encontra o 2.º abastecimento junto a uma capela.
A prova segue pelo interior da freguesia, percorrendo uma levada de água até ao lugar de Pardelhas.
Sobe-se então ao alto da Castanheira, referenciado pelo marco geodésico existente, desce-se (em aceiro) ao vale de Sopo de Baixo, sobe-se à cumeada do alto da Castanheira e volta-se a descer rumo à freguesia de Covas.
Esta última descida é toda realizada em estradões, com alguma pedra solta, em direcção à antiga central elétrica de covas. Neste ponto de interesse será contornada a antiga central hídrica e percorrido todo o aqueduto até ao lugar da Costa / São Sebastião, local onde se encontra o 3.º abastecimento e barreira horária a cumprir.
Após o abastecimento, tem lugar uma subida longa até à eólica nº 5., primeiro ao longo de um ribeiro e, depois, em aceiro até ao seu topo. Alcançada a eólica n.º 5, realiza-se a descida com destino ao lugar de chãos de Covas (4.º abastecimento) e, posteriormente, até à casa florestal de Gondar. Nesta zona realiza-se novo azimute rumo ao Alto de Pena.
No Alto da Pena, mais precisamente na eólica n.º 4, realiza-se a junção com o Trail de
Cerveira – 22 Km, ponto onde principia a descida em direção à freguesia de Candemil
através de vários single tracks ao longo dos ribeiros existentes.
Na freguesia de Candemil, próximo do Lugar dos Malheiros, volta-se a subir em direção do alto de San Payo, onde se encontra o 5.º abastecimento.
Percorre-se de seguida a cumeada do Monte da Salgosa em direcção à Serra da Gávea e entra-se na União de freguesias de Nogueira e Reboreda. Aí deparamo-nos com uma descida, primeiro via corta-fogo e depois via single track em pleno pinhal, que termina no 6.º e último abastecimento nos moinhos da Gávea.
A prova continua pelo meio urbano da freguesia de Reboreda antes da ascensão ao Alto do Cervo. Esta subida realiza-se inicialmente em estradão e posteriormente em single track, saudando no seu topo a escultura do Rei Cervo e contornado o penedo dos ninhos.
Este local é um dos postais mais conhecidos de V. N. de Cerveira.
Por fim, desce-se para a meta em single track até à capela e parque de merendas da Senhora da Encarnação, segue-se pelo escadório até ao lugar da Serra, sobe-se à Atalaia (monumento histórico) e volta-se a descer por estradão até ao centro urbano de V. N. de Cerveira, onde se localiza a meta.

/ 02

material necessário

#montanhamagica

A organização relembra a importância do uso deste material, pois a prova desenrolar-se-á em zonas que atingem os 750 metros de altitude, com temperaturas que poderão ser muito baixas e propícias à existência nevoeiros. A falta de algum material implica desclassificação, de acordo com o artigo 2.11 do regulamento.

50 km

Vestuário e calçado apropriado para corridas na montanha
Recipiente para reserva de água, é aceite qualquer tipo de repiente, desde que este, consiga manter os liquidos durante a deslocação (mínimo 1l)
Copo ou equivalente (nos abastecimentos não haverá copos de plástico ou garrafas fechadas)
Frontal
Manta de sobrevivência
Apito
Corta-vento
Telemóvel
Máscara de Proteção
/ 03

altimetria

/ 04

Horários

Para evitar passar em zonas mais sensíveis do ponto de vista da segurança, são estabelecidos os seguintes tempos de passagens:

UTC
Km 30 pelas 14:00 com 7:00 de prova Posto de abastecimento e controle da Freguesia de Covas

UTC
Km 37 pelas 17:00 com 10:00 de prova – Posto de abastecimento e controle de Gondar
UTC

km 50 pelas 20:00 com 13:00 de prova – META

Tempo Limite para concluir a prova:
13 Horas – Trail Ultra

Para continuar em prova, os atletas devem chegar e sair do posto de controlo antes do seu encerramento, caso contrário, só poderão continuar se entregarem o dorsal e o chip à organização, prosseguindo à sua própria responsabilidade e em completa autonomia.

Nota: As distâncias (aproximadas) indicadas poderão não corresponder ao gps de cada atleta, pelo que só contará o tempo da passagem no posto de controlo.
/ 05

classificações

#montanhamagica

2020 - Prova adiada (Covid-19)

2018

2017

/ 06

galeria

como chegar

contactos

Não fiques de fora